Juntos,
construímos um
mundo melhor.

Você já conhece o Fundo de Desenvolvimento Social?

O Fundo de Desenvolvimento Social é uma iniciativa que tem como principal objetivo ajudar a comunidade, através de projetos que desenvolvam a educação, esporte, cultura, saúde, segurança e meio ambiente nos nove municípios de atuação da nossa Cooperativa (Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Esteio, Glorinha, Gravataí, Porto Alegre, Sapucaia do Sul e Viamão).

Motivados por esse objetivo, nossos associados destinaram parte do seu resultado, para cooperar com o crescimento da nossa região. Porque juntos, fazemos a diferença!

Período para inscrição: 04 de maio a 03 de junho
Avaliação e seleção: junho e julho
Divulgação dos projetos contemplados: a partir de agosto

Conheça alguns projetos apoiados
pelo Fundo de Desenvolvimento Social

Mundo Colorido

Mostrar um novo mundo, cheio de cor, alegrias, suspense e diversão. Auxiliar na formação básica e no desenvolvimento intelectual, didático, social e criativo de crianças e adolescentes. Esse foi o projeto Mundo Colorido, realizado pela Associação Grupo Chimarrão da Amizade, da cidade de Canoas, com a participação de aproximadamente 40 famílias.

De Vila a Vila: Skate na Vila

Associação Cultural Vila Flores, com o Projeto De Vila a Vila: Skate na Vila, participou do Fundo de Desenvolvimento Social em 2019 para dar continuidade projeto já existente na comunidade. Ele estimula a prática do esporte de skate socializando os participantes e a comunidade, despertando o sentimento de pertencimento e protagonismo social, abrangendo 160 pessoas.

Vamos inscrever o seu projeto?

  1. Para começar, tenha em mãos todas as informações da sua entidade e do seu projeto. Quanto mais detalhes será melhor, pois queremos conhecer você e a sua iniciativa.
  2. Ao iniciar, o primeiro passo é cadastrar o CNPJ da sua entidade e um e-mail para acesso ao nosso sistema. Automaticamente, você receberá nesse e-mail, a senha para acesso. Portanto, atenção ao registrar o e-mail, esse será nosso principal meio de comunicação com você.
  3. Com a senha em mãos, faça seu login e realize a leitura do nosso regulamento antes de começar.
  4. A próxima etapa é o cadastramento da sua entidade, anexando todos os documentos solicitados.
  5. Em seguida é o momento de cadastrar o seu projeto. Lembre-se a riqueza de detalhes é extremamente importante, bem como o preenchimento de todos os campos.
  6. Será necessário detalhar onde o recurso solicitado será investido, anexando pelo menos um orçamento que comprove os valores informados.
  7. Você tem duas opções no sistema, Gravar Dados, para continuar o preenchimento em outro momento ou Enviar meu projeto, para dar prosseguindo a etapa de avaliação. Atenção: somente serão avaliados projetos finalizados e submetidos à inscrição até 31/05/2020.
  8. Ao enviar seu projeto, você receberá por e-mail a confirmação da sua inscrição e poderá acompanhar o andamento do seu projeto.

Em caso de dúvidas, fale conosco através do e-mail coop0116_fundosocial@sicredi.com.br.

Boa sorte!

Perguntas frequentes

Qual o prazo de inscrição de projetos para o ano de 2020?

Prazo para inscrições de projetos para o ano de 2020 é de 4 a 31 de maio de 2020.

Preciso ler o regulamento para proceder o cadastro da entidade e inscrição do projeto e aceita-lo?

Sim, é imprescindível que você leia atentamente e conheça as regras do Fundo de Desenvolvimento Social.

Quais são os critérios que minha entidade deve atender para realizar inscrição no Fundo de Desenvolvimento Social?

Para participar do nosso Fundo, sua entidade deve:

• Ser pessoa jurídica legalmente constituída, com CNPJ e Estatuto Social;
• Estar em dia com suas obrigações previdenciárias, fiscais e trabalhistas;
• Ser associada, com cadastro atualizado e adimplente com a Cooperativa Sicredi União Metropolitana RS. Exceção: projetos de instituições públicas, como, por exemplo creches, escolas e hospitais que podem ser inscritos mesmo que não tenham conta vinculada à Cooperativa.
• Ter finalidade educacional, cultural, social, esportiva ou assistencial expressa no estatuto ou ato constitutivo.
• Ter idoneidade, lisura e reconhecimento comunitário da entidade e seus dirigentes.

Instituições públicas podem se inscrever no Fundo de Desenvolvimento Social?

Instituições públicas podem participar do Fundo de Desenvolvimento Social e, como exceção, não precisam ser associadas ao Sicredi.

Que tipo de projeto posso inscrever no Fundo de Desenvolvimento Social?

Os projetos apoiados com recursos do fundo devem atender demandas de desenvolvimento da educação, esporte, cultura, saúde, meio ambiente e segurança.

Qual valor máximo por projeto?

Os projetos de impacto local, que são aqueles que beneficiam um público de uma determinada localidade têm limitação máxima de R$ 7mil. Já projetos de impacto regional, que abrangem mais de uma região ou cidade, têm valor máximo de R$ 15 mil. A classificação da abrangência do projeto será realizada pela Cooperativa, conforme informações preenchidas na inscrição do projeto.

Quantos projetos uma entidade pode inscrever?

A entidade pode inscrever mais de um projeto, porém o somatório do valor solicitado conjunto não poderá ultrapassar o limite estabelecido de R$ 7mil para projetos locais e R$ 15mil para projetos de impacto regional.

É necessário ter conta no Sicredi para participar do Fundo de Desenvolvimento Social?

Sim, para receber os recursos do Fundo é necessário ter conta com a cooperativa, com cadastro atualizado e adimplente em suas operações. A exceção está apenas para projetos de instituições públicas, como, por exemplo creches, escolas e hospitais que podem ser inscritos mesmo que não tenham conta no Sicredi.

Minha entidade está em processo de abertura de conta, posso inscrever meu projeto?

Sim, você pode proceder com a inscrição do seu projeto e ir salvando os dados. Porém, para envio do projeto para análise você precisa já ter os dados da conta.

Como fazer o primeiro acesso ao site?

O primeiro passo é inserir o CNPJ da entidade e e-mail (esse endereço de e-mail deve ser digitado com muita atenção, pois ele será nosso canal de comunicação). Escolha um e-mail que preferencialmente não seja vinculado a uma pessoa específica que pode se desligar da instituição.

Minha entidade está com CNPJ irregular, podemos inscrever projeto?

Infelizmente não. O CNPJ da entidade deve estar ativo e regular para que possa se inscrever no Fundo de Desenvolvimento Social.

Fiz a primeira parte do cadastro informando o CNPJ e o e-mail, porém não recebi a senha, o que faço?

Confira se o e-mail foi informado corretamente ou se você não recebeu a senha na sua caixa de SPAM. Caso não esteja, entre em contato coop0116_fundosocial@sicredi.com.br.

Como saberei se meu projeto foi selecionado?

Concluída a etapa de avaliação dos projetos, você receberá um e-mail informando se seu projeto foi aprovado ou não no Fundo de Desenvolvimento Social.

Quais critérios para análise e seleção do projeto?

Somente serão avaliados projetos que estejam com todos os campos corretamente preenchidos. Os critérios para análise e seleção dos projetos:

• Estar aderente ao propósito da Cooperativa;
• Impacto social na localidade;
• Efeito multiplicador, relacionado à quantidade de pessoas beneficiadas com o projeto;
• Continuidade do projeto, relacionado à duração dos benefícios gerados;
• Para entidades já contempladas anteriormente, será considerada a qualidade na execução dos projetos anteriores.

Quando os recursos serão liberados para os projetos selecionados?

A previsão é que os recursos sejam liberados em agosto, após a entidade encaminhar os documentos necessários, que serão disponibilizados pelo Sicredi.

Preciso anexar todos os documentos solicitados? Se faltar algum, o que acontece?

Sim, você deve anexar todos os documentos solicitados. A falta de qualquer documento impede a análise do seu projeto.
Sempre que registrar algum dado no site, lembre-se de clicar no botão Gravar dados, no final da página, assim suas informações ficam salvas e você pode retomar a qualquer momento de onde parou.

Qual o prazo para execução e prestação de contas?

A entidade terá até dia 31 de dezembro de 2020 para executar o projeto e mais 30 dias para prestar contas

Preciso anexar orçamento ou posso fazer uma estimativa de despesas?

Sim, é exigido pelo menos um orçamento oficial que comprove o valor do produto ou serviço, para execução do projeto.

Como faço a prestação de contas? Quais os documentos necessários?

Ao terminar o projeto devem ser anexados na Aba Prestação de Contas, os recibos e notas fiscais que comprovem a execução do projeto. Esses recibos e notas devem estar identificados com o CNPJ da entidade e ser emitidos dentro do período de execução do projeto.
É de extrema importância a guarda digital ou física de todos os documentos comprobatórios de pagamento.

Caso não utilize todo o recurso, preciso devolver o valor restante?

Sim. Se sua entidade não utilizar todo o recurso solicitado, deve devolver para que possamos aplicar em novos projetos.

Como procedo para devolver o recurso?

Entre em contato conosco pelo e-mail: coop0116_fundosocial@sicredi.com.br.

Minha entidade não conseguiu concluir o projeto do ano anterior, é possível cadastrar um novo projeto?

Não, para poder participar do Fundo de Desenvolvimento Social é necessário ter concluído e prestado contas de projetos anteriores.

Qual a diferença entre Gravar dados e Enviar dados?

Gravar dados permite você salvar todos os dados que registrou até o momento, podendo acessá-lo e fazer os ajustes necessários a qualquer momento. O seu projeto fica com o status de rascunho. Clicando em Enviar dados, você estará enviando o projeto para análise. Após enviar, você não terá acesso para edição, apenas visualização.

Posso cadastrar um projeto sem ter uma entidade beneficiada?

Não. O seu projeto deve estar ligado à uma entidade que promove alguma ação ou atividade que você deseja auxiliar/ajudar, seja melhorando as condições de estrutura, infraestrutura, material didático, cultural, entre outros.